Menu
Comente Comente esta notícia |Compartilhe Compartilhar no Facebook Twitter Instagram Indicar para amigo

Por que os carros flex

são mais potentes com etanol?

Por que os carros flex são mais potentes com etanol?
Diferença na taxa de compressão influencia a potência e gera impacto até no consumo de combustível.
Motor TSI é o melhor do carro, mas vale ficar de olho a qualquer sinal de grilo.
Por que os carros flex são mais potentes com etanol?Ao observar as fichas técnicas de modelos flex, você já deve ter notado uma diferença de potência (e de torque) gerada com gasolina e com etanol. Abastecido com o combustível vegetal, os números são, geralmente, mais altos.
Essa pequena variação tem a ver com a taxa de compressão do motor, que nada mais é do que a relação entre o volume de ar e combustível dentro da câmara de combustão quando os pinos estão levantados e também abaixados. Quanto maior a pressão da mistura dentro do bloco, maior a taxa.
O módulo do motor (ECM) - uma espécie de cérebro que coordena as mais variadas funcionalidades do equipamento - tem uma curva de avanço pré-definida para todas as misturas possíveis entre álcool e gasolina. Essa curva, por sua vez, é determinada pela possibilidade do combustível para pré-detonação também conhecido como batida de pino.
O etanol, por não ser propenso a essa pré-detonação, não explode da mesma forma que a gasolina, o que exige uma curva de avanço mais agressiva. "Com álcool, esse módulo determina uma curva de avanço mais acentuada, o que exige um esforço maior do conjunto mecânico e consequentemente, adiciona uns cavalos a mais" explica Rubens Venosa, engenheiro mecânico e proprietário da Oficina Motor-Max.
VALE A PENA "CHIPAR" O CARRO?Tomando como exemplo o líder de mercado, Chevrolet Onix. Equipado com um 1,0-litro flex, gera 78 cv com gasolina e 80 cv com álcool. Já no caso do motor 1.4, a potência é de 98 cv com gasolina e 106 cv com álcool.
Esse desempenho e força extra obtidos com o etanol, no entanto, vem acompanhados de maior consumo, cerca de 30% maior que a gasolina. Isso ocorre porque o poder calorífico do etanol é menor que o do combustível fóssil.
E os combustíveis aditivados?
O grande mito dos combustíveis aditivados é que eles aumentam a potência do motor, quando na verdade, apenas prolongam sua vida útil, limpando as partículas de sujeira que se acumulam com o passar do tempo.
No caso dos bicombustíveis, tanto a gasolina aditivada quanto a premium não representam nenhuma vantagem em comparação com a comum, e o mesmo serve para o etanol aditivado.
Fonte: Autoesporte. 11/09/2018 11h01.Por: Maria Clara Dias com Michelle Ferreira.



Clique aqui, curta a fanpage do INFOCARRO no Facebook e fique por dentro das principais notícias automotivas.
Siga o INFOCARRO no TWITTER: @INFOCARRO

Fotos:

Comentários:

Clique aqui e seja o primeiro a comentar esta notícia!
Comente Comente esta notícia |Compartilhe Compartilhar no Facebook Twitter Instagram Indicar para amigo
Veibras

Infocarro nas redes sociais