Menu
Comente Comente esta notícia |Compartilhe Compartilhar no Facebook Twitter Instagram Indicar para amigo

Novo Peugeot 208 no mercado brasileiro

Marca investe em inovações para ganhar força

Fonte: Notícias Automotivas
Nos últimos tempos, a Peugeot do Brasil tem se mexido bastante, mas feito pouco barulho. E é isso que a montadora francesa quer mudar com a chegada do compacto 208 por aqui. O modelo tem a missão de fazer a marca "acordar" para o mercado. Os executivos da empresa projetam vendas entre 2.500 e 3 mil unidades mensais do novo hatch.

Esta é a mesma ordem de grandeza que tem hoje o 207 nacional - modelo com o qual o 208 vai conviver. É uma previsão comportada. O modelo já provou ter um enorme potencial. Na Europa, onde foi lançado há menos de um ano, causou um bom estrago: foi o compacto mais vendido no ano passado, com 250 mil unidades.

Um dos motivos para esta aparente subestimação das vendas está no "corte" de mercado desenhado para o modelo produzido, desde janeiro, em Porto Real, no Sul Fluminense. Não há, por exemplo, uma versão "popular". Ele chega às concessionárias nas segunda semana de abril com duas motorizações, 1.5 8V de 93 cv e 1.6 16V de 122 cv, e com valores que começam em R$ 39.990 e vão até R$ 54.690.

Os preços não são lá muito convidativos, mas o 208 apresenta três pontos de forte atração: o design, o bom padrão de equipamentos e uma lógica de condução e de habitabilidade bastante interessante. O design mantém uma clara identidade com as linhas inauguradas no compacto 206 há 15 anos. Só que, com o passar dos anos, o estilo foi ganhando uma certa virilidade.

Os faróis que apontam em direção à grade ainda estão lá, só que agora eles são recortados. A própria grade foi rebaixada e tanto o capô como as laterais ganharam musculatura bem marcada. A robustez do desenho até cria a impressão que o compacto da Peugeot é menos longilíneo que o antecessor. Na verdade, o 208 tem 3,97 metros de comprimento, ou 9,4 cm a mais. O entre-eixos cresceu ainda mais: subiu de 2,44 m para 2,54 m.

A engenharia da Peugeot repensou a ergonomia de pilotagem e elevou o conjunto de instrumentos para o topo do painel. Dessa forma, ele passa a ser visto por sobre o volante. O console central também foi elevado para se alinhar com os instrumentos.

O resultado é que o motorista tem todas as informações na altura dos olhos. Para que não houvesse interferência na visualização do cluster de instrumentos, o diâmetro do volante foi reduzido - tem 33 cm contra 37 cm do usado no 207. Alkém disso, todas as versões contam com regulagem de altura do banco do motorista e do volante - que também tem ajuste de profundidade.

Essa nova organização cria um ambiente bastante agradável no interior do modelo, no que é ajudado pelo ótimo nível de acabamento e pelo bom recheio em todas as três versões do 208. Desde a básica, Active, o modelo já vem com ar-condicionado, direção, travas e vidros dianteiros elétricos, além dos quase obrigatórios airbags frontais e ABS.

Além do mais, a versão não é depauperada em de recursos de segurança. Estão lá repetidores nos espelhos, luzes de led diurnas e cinto de três pontos para os cinco passageiros. A exceção negativa fica para o encosto de cabeça central traseiro, que é excluído tanto da versão básica quanto da intermediária Allure.

Mas é exatamente na Allure que alguns elementos bem interessantes passam a integrar o 208. Casos do teto panorâmico e da central multimídia com GPS e tela "touch" de sete polegadas. A versão intermediária adiciona ainda detalhes cromados acabamento, rodas de liga aro 15, faróis de neblina, volante multifuncional revestido em couro e espelhos elétricos. Active e Allure são sempre animadas pelo propulsor 1.5, gerenciado por uma transmissão mecânica de cinco marchas.

O motor 1.6 16V ficou reservada para a versão topo de gama Griffe. Ela trabalha em conjunto com um câmbio manual de cinco ou automático de quatro marchas - único opcional da versão. A Griffe engloba como itens de série todos os equipamentos das outras versões e ainda detalhes de acabamento que dão um certo refinamento, como luz interna em led ou frisos cromados nos vidros laterais.

Alguns equipamentos são dignos de modelos médios de luxo, como rodas de liga aro 16, ar-condicionado automático de duas zonas, sensores de luminosidade, de chuva e de obstáculos traseiro, controle de cruzeiro, além alarme e vidros traseiros elétricos. Segundo os executivos da marca, a Griffe deve abocanhar 25% das vendas - com 15% para a automática e 10% para a mecânica.

A Allure pegaria metade das vendas enquanto para a Active sobraria com 25%. Esta projeção mostra que a Peugeot aposta nas versões de maior sofisticação. Afinal, o refinamento é o melhor que o 208 tem para vender.

Ficha técnica - Peugeot 208
Motor 1.5: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.449 cm³, com quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.

Potência: 93 cv e 89 cv a 5.500 rpm com etanol e gasolina
Torque: 14,2 kgfm e 13,5 kgfm a 3 mil rpm com etanol e gasolina.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 10,9 e 11,7 segundos com etanol e gasolina.
Velocidade máxima: 181 e 171 km/h com etanol e gasolina.
Diâmetro e curso: Não divulgado. Taxa de compressão: Não divulgado.
Peso: 1.075 kg (1.086 kg na versão Allure).

Motor 1.6: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.587 cm³, quatro cilindros em linha, comando simples no cabeçote, quatro válvulas por cilindro e comando variável de válvulas na admissão. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.
Potência: 122 cv e 115 cv a 6 mil rpm com etanol e gasolina.
Torque: 16,4 kgfm e 15,5 kgfm a 4 mil rpm com etanol e gasolina.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 9,7 e 10,2 com etanol e gasolina 10,7 e 12,1 segundos com câmbio automático).
Diâmetro e curso: Não divulgado. Taxa de compressão: Não divulgado.
Peso: 1.153 kg (1.189 kg com câmbio automático).
Transmissão: Manual de cinco velocidades à frente e uma a ré ou automática de quatro velocidades à frente e uma a ré. Tração dianteira. Não possui controle de tração.
Suspensão: Dianteiro tipo pseudo McPherson e traseira com travessa deformável. Molas helicoidais, amortecedores hidráulicos pressurizados à gás e barra estabilizadora nos dois eixos. Não possui controle de estabilidade.
Pneus: 195/60 R15 (195/55 R16 com motor 1.6).
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. ABS com EBD de série.
Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,97 metros de comprimento, 1,70 m de largura, 1,47 m de altura e 2,54 m de distância entre-eixos. Airbag duplo frontal de série.
Capacidade do porta-malas: 318 litros.
Tanque de combustível: 55 litros.
Produção: Porto Real, Rio de Janeiro.
Lançamento na Europa: 2012.
Lançamento no Brasil: 2013.

Itens de série
Versão Active 1.5: Luz de direção nos retrovisores, lanternas de led, airbags, ABS, EBD, computador de bordo, chave canivete, ar-condicionado manual, direção elétrica, vidros dianteiros elétricos e volante com regulagem de altura e profundidade. Preço: R$ 39.990.

Versão Allure 1.5: Adiciona teto panorâmico, faróis de neblina, rodas de liga-leve de 15 polegadas, volante revestido em couro, central multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque, rádio/MP3/USB/AUX/Bluetooth, volante multifuncional e retrovisores elétricos. Preço: R$ 46.990.

Versão Griffe 1.6: Adiciona luz diurna de led, rodas de liga-leve de 16 polegadas, teto solar panorâmico, sensor de luminosidade e de chuva, piloto automático, vidros elétricos traseiros, ar-condicionado automático dual zone e banco traseiro bipartido. Preço: R$ 50.690.

Versão Griffe 1.6 Automático: adiciona câmbio automático com borboletas na coluna de direção. Preço: R$ 54.690.



Clique aqui, curta a fanpage do INFOCARRO no Facebook e fique por dentro das principais notícias automotivas.
Siga o INFOCARRO no TWITTER: @INFOCARRO

Fotos:

Comentários:

JimmiXS - 8/8/2016 9:12:50 AM

"RwRsvi http://www.FyLitCl7Pf7kjQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com"

Comente Comente esta notícia |Compartilhe Compartilhar no Facebook Twitter Instagram Indicar para amigo
Veibras

Infocarro nas redes sociais